terça-feira, 29 de agosto de 2017

LEITURAS DO LECIONÁRIO REFORMADO PARA O 13º DOMINGO APÓS PENTECOSTES (22º DO TEMPO COMUM)

LEITURAS DO LECIONÁRIO REFORMADO PARA O 13º DOMINGO APÓS PENTECOSTES (22º DO TEMPO COMUM), 3 DE SETEMBRO DE 2017, ANO A, COR LITÚRGICA: VERDE.

Antigo Testamento: Éxodo 3.1-15
Salmo 105.1-6, 23-26, 45b ou Jeremias 15.15-21 ou Salmo 26.1-8
Epístola: Romanos 12.9-21
Evangelho: Mateus 16.21-28

"SAIA DA MINHA FRENTE, SATANÁS!" (*)

Na nossa leitura de hoje, encontramos Jesus anunciando aos seus discípulos que, em breve, ele seria entregue aos líderes judeus, que sofreria nas mãos deles e que seria morto, mas ao terceiro dia ressuscitaria. Para nós, o medo e a perplexidade dos discípulos não têm muito sentido. No entanto, para eles deve ter sido um golpe terrível. Embora seja provável que todos o pensaram, foi o impulsivo Pedro quem ousou repreender Jesus. E para nossa surpresa, Jesus retornou a repreensão com palavras terrivelmente duras.

O Evangelho não é uma mensagem açucarada e ingênua sobre um amor frágil e sem sentido. O Evangelho é o remédio de Deus para os nossos pecados e maldades. Gostemos ou não, somos maus. Gostemos ou não, transgredimos a lei perfeita de Deus. Gostemos ou não, a lei nos condena. O Evangelho é a boa notícia de que Deus, em Cristo, com amor verdadeiro e compassivo, deu uma solução definitiva para a nossa rebelião: "Eu passei para vocês o ensinamento que recebi e que é da mais alta importância: Cristo morreu pelos nossos pecados, como está escrito nas Escrituras Sagradas; ele foi sepultado e, no terceiro dia, foi ressuscitado, como está escrito nas Escrituras" (1 Co 15.3-4). Opor-se a essa verdade é colocar-nos como adversários (Satanás) de Deus.


Jesus exortou Pedro a deixar de pensar em termos humanos e a pensar como Deus pensa. A cruz dá medo, a cruz causa dor, a cruz mata ... É natural que desejemos fugir da cruz. Por esta razão, Jesus nos diz muito claramente: "Se alguém quer ser meu seguidor, esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhe". Tomar esse caminho fará do mundo nosso inimigo. Mas, vendo a vida como Deus vê e não como nos parece a nós, a plenitude de sua presença e sua glória serão realizadas em nós.

"Vade post me Satana scandalum es mihi quia non sapis ea quae Dei sunt sed ea quae hominum".

(*) Rev. Andrés Omar Ayala
@andres_rdr

Nenhum comentário:

Postar um comentário