quarta-feira, 16 de agosto de 2017

LEITURAS DO LECIONÁRIO REFORMADO PARA O 11º DOMINGO APÓS PENTECOSTES

LEITURAS DO LECIONÁRIO REFORMADO PARA O 11º DOMINGO APÓS PENTECOSTES (20º DO TEMPO COMUM), 20 DE AGOSTO DE 2017, ANO A, COR LITÚRGICA: VERDE.

Antigo Testamento: Gênesis 45.1-15
Salmo 133 ou Isaias 56.1, 6-8 ou Salmo 67
Epístola: Romanos 11.1-2a, 29-32
Evangelho: Mateus 15.(10-20), 21-28


"EU FUI MANDADO SOMENTE PARA AS OVELHAS PERDIDAS DO POVO DE ISRAEL" (*)

O espírito egoísta, estreito e exclusivista não era posse exclusiva dos fariseus, nem é coisa que ficou no passado. Enquanto nós confessamos de lábio pra fora que a justiça não é a nossa, mas nós a recebemos de pura graça por meio da fé, na prática, acreditamos sermos melhores do que outros e julgamos o próximo sem compaixão nenhuma. Jesus, usando sua singular pedagogia, confrontou seus discípulos com os pensamentos sombrios dos seus corações que, muitas vezes, são também os nossos.
Uma mulher estrangeira e pobre, cuja filha estava doente, acreditava que Jesus poderia curá-la. Enfrentando o medo, a vergonha e o estigma se aproximou dele e implorou. Surpreendentemente, Jesus a rejeitou e menosprezou. Mas, longe de se deixar vencer, a mulher demonstrou uma fé inabalável no Filho de Deus. Com grande compaixão e admirado da fé dessa mulher Jesus imediatamente curou a filha dela.
Nós não somos os donos da Boa Nova de Jesus, nem juízes do mundo. Nós somos simplesmente testemunhas. Sem Jesus, também nós somos pobres, estrangeiros e doentes. Portanto, não é o nosso trabalho dizer quem é digno e quem não é, mas anunciar a todos que em Jesus há livre perdão, paz e saúde.

"Domine labia mea aperies et os meum adnuntiabit laudem tuam".

(*) Rev. Andrés Omar Ayala
@andres_rdr

Nenhum comentário:

Postar um comentário