sábado, 7 de janeiro de 2017

LEITURAS DO LECIONÁRIO REFORMADO para o Batismo do Senhor (1º Domingo após a Epifania) (**), 8º de janeiro de 2017Ano A, Cor Litúrgica: Branca.

Batismo de Cristo



Antigo Testamento: Isaías 42.1-9

Salmo 29

Epístola: Atos 10.34-43

Evangelho: Mateus 3.13-17


"JESUS, PORÉM, RESPONDENDO, DISSE-LHE: 'DEIXA POR AGORA, PORQUE ASSIM NOS CONVÉM CUMPRIR(*) TODA A JUSTIÇA.' ENTÃO ELE O PERMITIU."(Mateus 3.15)

(*) Aquele que preparava o caminho do Senhor se deparou com o próprio Messias. Qual não foi sua surpresa quando esse que ele tanto esperava lhe colocara em uma posição de honra imensa: pousar-lhe água sobre a cabeça outorgando-lhe o batismo. João, o Batista, conhecia a realidade sobrenatural e entendia que essa posição não lhe era minimamente possível, posto que, como afirmado por ele mesmo, era o maior entre os maiores que lhe deveria batizar. Isso é lógico para quem compreende a realidade espiritual de Jesus Cristo e de João. Todavia, Jesus Cristo, além de conhecer essa verdade mística como quem vê face a face, também era sabedor da realidade humana e de sua limitação. Sem contar que ele considerava a limitação física de perceber as coisas somente com o que se lhe apresenta fisicamente, ou seja, as provas empíricas e sensíveis. Algumas pessoas cobrariam de Jesus seu batismo. Quando João Batista lhe joga água sobre a cabeça, fica satisfeito para os seres humanos limitados das coisas do espírito o que exigem para uma vida de pureza. Sim, a água simbolizava que alguém estava purificado e lavado (literalmente) de sua vida pregressa marcada pela maldade humana. O exemplo de João Batista nos leva a uma humildade perante aquele que é significativamente maior em termos espirituais e nos faz entregar nossa vida totalmente a ele. Esse é Jesus. Por outro lado, o Salvador demonstra uma sabedoria muito superior, reconhecendo diante de João que sua percepção está certa sim, mas que é necessário demonstrar aos que não atingiram esse conhecimento que está cumprida sua exigência limitada. Hoje, a igreja ainda vive muitas vezes esses momentos de cumprir exigências ritualísticas que demonstram o cumprimento de nossas tarefas sensoriais, empíricas e totalmente humanas. Elas devem caminhar paralelamente ao que o mundo espiritual nos apresenta, com uma vida de humildade e entrega total ao que Jesus Cristo nos aponta para caminhar. Dessa forma, o batismo de Jesus nos dá o exemplo da atitude no mundo sobrenatural, ainda não compreendido aos que dele estão afastados, mas também nos mostra a necessidade de cumprirmos o que, como disse Jesus, essa justiça terrena nos exige.

Der Herr sei mit euch!


Publicado toda quinta-feira (ou perto disso) por aqui e no Twitter @revsandroxavier.

(**) O domingo posterior ao dia da Epifania do Senhor pode ser reservado à comemoração desse evento. Por isso, abaixo estão as leituras relativas à Epifania do Senhor, dia também de cor branca.

Antigo Testamento: Isaías 60.1-6

Salmo 72.1-7,10-14

Epístola: Efésios 3.1-12

Evangelho: Mateus 2.1-12

Muitas igrejas que têm celebração pela manhã e pela noite preferem dividir o dia colocando a Epifania no ofício matutino e o Batismo no vespertino. Também é uma boa estratégia para que os dois dias não sejam esquecidos.

Imagem: Batismo de Cristo (1481-1483), por Perugino, na Capela Sistina, Vaticano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário