quinta-feira, 13 de julho de 2017

LEITURAS DO LECIONÁRIO REFORMADO PARA 6º DOMINGO APÓS PENTECOSTES (15º DO TEMPO COMUM), 16 DE JULHO DE 2017ANO A, COR LITÚRGICA: VERDE.



Semeador


Antigo Testamento: Gênesis 25.19-34

Salmo 119.105-112 ou Isaías 55.10-13 ou Salmo 65 (1-8), 9-13

Epístola: Romanos 8.1-11

Evangelho: Mateus 13.1-9, 18-23


"OUÇAM, PORTANTO, O QUE A PARÁBOLA DO SEMEADOR QUER DIZER." (Mateus 13.18)

(*) Notem que Jesus Cristo tem uma ação de compreensão da capacidade do ser humano. Ele fala por parábolas com o povo comum. Ele precisa ter certeza de que as pessoas podem entender o que está dizendo. A parábola do semeador é contada diante da multidão. Eram pessoas simples que tinham sede de ouvi-lo falar. A maioria era formada por agricultores, que poderiam entender o que ele dizia com relação às sementes e o terreno em que elas foram deitadas. Com essa história, eles conseguiriam fazer a ligação do tema com a sua moral. Os discípulos, por sua vez, foram estranhar com ele a forma como falava. Jesus explicou que aquela gente não tinha o dom de entender as coisas do Reino de Amor, como eles tinham. A capacidade, o dom, a experiência eram especiais. Era importante que o Mestre considerasse essa diferença. Em seguida, ele aprofundou a explicação somente àqueles para quem ele tinha certeza de que tudo faria sentido, e não causaria estranhamento. Assim é a nossa vida de fé e de aprofundamento no conhecimento da Palavra e do próprio Deus. Para crianças, contam-se histórias, para que compreendam a realidade da vida. Mais tarde, elas conhecem por experiência, por relatos mais reais e por exemplos. Jesus Cristo mostra que é necessário que busquemos essa maturidade na vida de fé. Nessa pequena história, onde você gostaria de estar? No meio da multidão, de pé na praia, ouvindo uma breve história como um conto? Ou ao lado do Mestre, ouvindo-o falar aprofundadamente sobre os mistérios do Reino e de suas maravilhas? A decisão nem sempre é sua, mas, sabedor dessa realidade, o que você escolheria? É necessário crescermos no mundo da fé e buscarmos alimento sólido, dando consistência ao nosso conhecimento de Deus e do Reino de Amor.

Quaeritur Primum Regnum Dei!


Publicado toda quinta-feira (ou perto disso) por aqui e no Twitter @revsandroxavier.


Imagem: Semeador,  Van Gogh, 1888, Rijksmuseum Kröller-Müller, Otterlo, Holanda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário