quinta-feira, 22 de junho de 2017

LEITURAS DO LECIONÁRIO REFORMADO PARA O 3º DOMINGO APÓS PENTECOSTES (12º DO TEMPO COMUM), 25 DE JUNHO DE 2017, ANO A, COR LITÚRGICA: VERDE.

Antigo Testamento: Gênesis 21.8-21

Salmo 86.1-10, 16-17 ou Jeremias 20.7-13 ou Salmo 69.7-10, (11-15), 16-18

Epístola: Romanos 6.1b-11

Evangelho: Mateus 10.24-39


"NENHUM ALUNO É MAIS IMPORTANTE DO QUE O SEU PROFESSOR, E NENHUM EMPREGADO É MAIS IMPORTANTE DO QUE O SEU PATRÃO." - Mateus 10.24

Os apóstolos, assim como nós hoje, pensavam que a evidência da aprovação e da bênção divina era uma vida tranquila, livre de problemas e cheia de bens materiais. É natural considerar bom o que é bom para nós, e ruim o que é contrário aos nossos desejos e interesses. Quando falamos das bênçãos de Deus, geralmente nos referimos às nossas realizações, ao nosso progresso e à nossa saúde. No entanto, Jesus desmantelou as ilusões dos apóstolos, e as nossas também, quando lembrou que "nenhum aluno é mais importante do que o seu professor, e nenhum empregado é mais importante do que o seu patrão."
Certamente um dos ensinamentos menos populares para o mundo evangélico é a vida dos cristãos sob a Cruz. A teologia e a glória da mensagem do evangelho é a Cruz, e a Cruz deve ser o foco da forma e do conteúdo da mensagem cristã. Deus é conhecido e encontrado apenas na Cruz, o ser humano deve ser negado em todas as suas obras e humilhado e derrubado na terra pela Cruz. Na vida da cruz, somos unidos à Cruz de Cristo. A Cruz é o que determina a pureza do conteúdo da mensagem do evangelio, o que nos leva à reverência, o que nos faz depender apenas em Deus, e o que torna a Palavra eficaz para as nossas vidas.
A cruz dos crentes não pode ser separada da Cruz de Cristo, o objetivo da mensagem da Cruz é a crucifixão do velho Adão. Onde quer que o Evangelho seja pregado, deve necessariamente ter cruzes e sofrimento, para a remoção do orgulho humano e o anúncio da salvação. Nosso orgulho nos leva a confiar em nós mesmos e esperar bênçãos e prosperidade como prova do favor divino. Em contraste, o verdadeiro discípulo de Cristo sabe que ele tem de suportar a Cruz, como Cristo fez, e essa Cruz dar-lhe-á a certeza da sua salvação em Cristo.
"Se alguém quer ser meu seguidor, que esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto cada dia para morrer como eu vou morrer e me acompanhe." Lucas 9.23

Crux Christi Vera Theologia Est.

(*) Rev. Andrés Omar Ayala
@andres_rdr

Nenhum comentário:

Postar um comentário