quarta-feira, 25 de outubro de 2017

LEITURAS DO LECIONÁRIO REFORMADO PARA O 21º DOMINGO APÓS PENTECOSTES (30º DO TEMPO COMUM)

LEITURAS DO LECIONÁRIO REFORMADO PARA O 21º DOMINGO APÓS PENTECOSTES (30º DO TEMPO COMUM), 29 DE OUTUBRO DE 2017, ANO A, COR LITÚRGICA: VERDE.

Antigo Testamento: Deuteronômio 34.1-12
Salmo 90.1-6, 13-17; ou Levítico 19.1-2, 15-18; ou Salmo 1
Epístola: 1 Tessalonicenses 2.1-8
Evangelho: Mateus 22.34-46

"QUAL É O MAIS IMPORTANTE DOS MANDAMENTOS DA LEI?" (*)


A resposta de Jesus foi simples: o grande mandamento é o amor. Mas, simples não significa fácil. Toda a lei e os profetas são resumidos em amor; amor a Deus e amor ao próximo. No entanto, quem entre nós ama assim? A lei é simples, sempre é, mas isso não significa que nós podemos cumpri-la. Enquanto nós continuemos a pensar que amar a Deus e ao próximo depende da nossa própria força, e nossa virtude, vamos continuar na mesma situação que os fariseus, saduceus e doutores da lei.
Depois de responder a pergunta sobre o maior mandamento, o próprio Jesus fez uma pergunta: "O que vocês pensam sobre o Messias?" O cumprimento da lei é impossível para nós mesmos, a lei revela nosso pecado, nossa carência, nossa falta de amor. É somente por graça, através da fé em Cristo, que Deus nos dá a virtude de seu Espírito Santo para amar. Por meio de Cristo, em Cristo e com Cristo, o amor de Deus é derramado em nossos corações.
O que a lei, sempre justa e boa, não pode fazer por causa de nossa fraqueza, o Evangelho nos dá por pura graça. "Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente.”Este é o maior mandamento e o mais importante. E o segundo mais importante é parecido com o primeiro: “Ame os outros como você ama a você mesmo." O grande mandamento da lei é o amor, sim, mas somos incapazes de amar como a lei exige. Somente Cristo pode transformar-nos para receber, compartilhar e multiplicar o amor que é ele mesmo em nós, conosco, e através de nós.

"Ubi caritas et amor, Deus ibi est."

(*) Rev. Andrés Omar Ayala
Twitter: @andres_rdr

Nenhum comentário:

Postar um comentário